Home / Antigamente era assim... / Wan-Dyck Dumont,” hours concours” – seis anos da sua morte
Wan-Dyck Dumont,” hours concours” –  seis anos da sua morte

Wan-Dyck Dumont,” hours concours” – seis anos da sua morte

Quando alguém pretender contar a história de Bocaiuva, o nome de Wan-Dyck Dumont deverá figurar no rol dos seus filhos mais ilustres,ou mesmo numa lista especial,pois ele fora um homem “hours concours”. Desde a época do império, a cidade fora berço do Barão de Jequitay( Cypriano Medeiros Lima); na república ou no século XX, dos políticos: do célebre deputado federal,ex ministro da fazenda, ex vice-presidente da República e dono de uma biografia invejável,Dr. José Maria Alkmim; do honrado ex deputado estadual e ex secretário de governo e jurisconsulto, Dr. Cícero Dumont; do ex prefeito de Belo Horizonte, deputado federal e ex ministro do Desenvolvimento e do Combate à Fome, Patrus Ananias de Sousa; do jornalista, escritor e socialista, Herbert José de Sousa(o magnífico e bondoso Betinho, o primeiro a combater à fome); dos escritores, Sebastião José Nunes(Tião Nunes), Antônio César Drumond Amorim(Drumond Amorim) e Léo Cunha.


Esquecer-se de Wan-Dyck Dumont, principalmente, e do ilustre ex-ministro, Patrus Ananias de Sousa é uma atitude condenável, desrespeitosa e inconcebível, pois é querer diminuir o nosso lugar. “Não pode haver uma cidade incompleta ou mais ou menos, uma rua mais ou menos, um povo mais ou menos…” E o povo bocaiuvense é completo e glorioso!
Wan-Dyck Dumont era um homem educado, de trato ameno e polido. Enfrentava, porém, os obstáculos com altivez, de conformidade com a lição aprendida, “que um homem faz o que deve a despeito das consequências pessoais, perigos e pressões – e esta é à base de toda moralidade humana”.
E foi assim que ele iniciou o seu primeiro mandado de prefeito em Bocaiuva, no longínquo ano de 1963. Um verdadeiro fenômeno político-administrativo.
Todas as promessas feitas durante a sua campanha política, como candidato a prefeito de Bocaiuva foram cumpridas à risca. Logo depois da posse, ele iniciou o calçamento com lajotas de concreto, denominadas de blokret, pelo centro da cidade. Um empreendimento hercúleo para época, pois, primeiramente deveu-se a construção da fábrica dessas referidas lajotas, e todo o calçamento fora precedido do respectivo saneamento básico. A renda do município era muito baixa naquele tempo. Tanto as verbas estaduais, como as federais eram minguadas. Até então, os antigos prefeitos que administraram a cidade e o enorme município, ficaram sob as condições e a dependência dos impostos gerados e pagos pela indústria de açúcar e do álcool, situada em Engenheiro Dolabella, a Cia. Agro Industrial do Jequitai. Mesmo assim, as ruas foram perfuradas e reviradas para colocação de água encanada e esgoto manilhado, tanto para dejetos humanos, quanto para a água de chuva (pluvial).

Duas longas vertentes de ruas opostas foram calçadas se interligando ao centro. Uma partindo da Estação da Central e outra do Hospital do SESP.
Nos primeiros 4 anos, em ritmo frenético, Wan-Dyck impôs o seu jeito e a sua maneira trepidante de trabalhar. Preocupou-se com o calçamento e o saneamento básico nas ruas principais; O alargamento de ruas e remodelamento da praça central, a Benedito Valadares; Construiu em tempo recorde duas avenidas principais da cidade, a Avenida Presidente Dutra (em homenagem ao presidente benfeitor de Bocaiúva. Ele esteve na cidade em 14.06.1950 inaugurando um hospital que concedera à sua construção. Depois, autorizou outro grande benefício, a extensão até a cidade, da rede de energia elétrica da Usina de Santa Marta), Av. Francisco Dumont (cujo o nome a Câmara homenageou o seu pai, Francisco de Moura Dumont, antigo vereador representante de Conceição do Barreiro). Esta avenida surgiu com a remoção do antigo Mercado Municipal; A iluminação moderna de ruas e praças, substituindo os antigos postes de madeira pelos de concreto; A educação bocaiuvense. Para tal criou o Grupo Escolar Antônico Soares de Sá; o Grupo Escolar Dr. Odilon Álvares Loures; Escola Normal em Bocaiúva. Primeiramente ela funcionou no Grupo Escolar Antônico Soares de Sá, depois no Gilberto Caldeira Brant, o chamado Grupo de Lata, doado no governo de Magalhães Pinto às cidades do interior, e montado aos fundos da Praça de Esportes local. No ano de 1967, com a inauguração do prédio novo da Escola Normal, na Rua Professora Maria Odília Matos, esta se transferiu para lá, onde está até hoje com o nome de EE. Prof. Gastão Valle. Também, em parceria com a COTEBO (Companhia Telefônica de Bocaiúva), sob a presidência de Hélio Alves Carneiro instalou o sistema ou serviço de telefone interurbano em Bocaiúva (dez/1964).

Por outro lado, também é digna de menção, toda atenção do prefeito Wan-Dyck com a chamada zona rural, além das comunidades dos distritos e dos povoados. Estradas principais e vicinais foram melhoradas e construídas, pontes, bueiros e mata-burros foram feitos. A ponte de concreto sobre o Rio Macaúbas, o maior impedimento à gentil população de Terra Branca durante o período chuvoso, foi construída por Wan-Dyck, ainda na sua primeira gestão. Cumpria-se, também, uma promessa de campanha àquela gente.
Porém, se entende como o seu maior feito no primeiro mandado, à reconciliação entre as forças políticas antagônicas de Bocaiúva. Ele soube como um bom discípulo dos ensinamentos recebidos da mestra e mãe, Dona Lolota, aplacar os ódios e ressentimentos, que foram gerados durante muitos anos, entre as famílias que comandavam a política da Terra do Senhor do Bom-Fim. Reconciliou o irreconciliável pregando que viver e saber conviver. E que adversários políticos não podem ser tratados como inimigos.
E assim ele modificou totalmente, neste seu primeiro mandato, a cidadezinha de outrora – pachorrenta e roscofe, além de inimiga do progresso – inserindo-a na modernidade.

A duas outras gestões
A segunda gestão começou em 1º de fevereiro de 1973, e a terceira em 1º de fevereiro de 1983. Wan-Dyck. Nessas duas administrações não mudou o seu comportamento avassalador de administrar o seu extenso município, com o seu carisma e competência de sempre, sem se esquecer de sua inquietude em cumprir todas às metas programadas.
Assim foram edificados os prédios dos Grupos, hoje Escolas Estaduais: Cristina Câmara, Gilberto Caldeira Brant, Américo Caldeira Brant e Zinha Meira, começado pelo prefeito José Maria Figueiredo. Outras obras e edificações: Estação Rodoviária; O 2º pavimento da Prefeitura Municipal; O prédio do Fórum Dr. José Maria Alkmim; Estação de Tratamento de Esgoto Sanitário; Estação de Tratamento de Água; Ginásio Poli – Esportivo; Asfalto até a Indústria Rima; Ponte sobre o grandioso Rio Jequitinhonha com 120 metros de extensão; Prédio para os Postos de Saúde nos Povoados de Sentinela, Pimenta e no Distrito de Terra Branca; Captação de Água em Terra Branca. Construção da Adutora do Onça que abastece Bocaiúva e Guaraciama, considerada a maior obra de todos os tempos no município; Prédio para o Posto Policial de Olhos d´Àgua; Conjunto de Casas Populares, Sinval Valle Menezes; Grupos Escolares em Terra Branca e Guaraciama; Prédio da Arrecadação Fazendária; Reforma do Hospital do SESP; Edificação o Parque Santa Lúcia que depois foi cedido à Sociedade Rural. Hoje é o Parque de Exposições de Bocaiúva.
“Bocaiuva antes de Wan-Dyck Dumont era uma estrela perdida nas bordas dos céus sertanejos”.
Na tarde melancólica de domingo, l3 de maio de 2007, depois de uma internação de 9 dias, na Santa Casa de Misericórdia de Montes Claros, serenamente ele foi levado pelas Parcas. Morria naquela tarde friorenta o homem que encheu os bocaiuvenses de esperanças, desde a primeira vez que disputou a cadeira de prefeito do município de Bocaiúva. Esperanças essas que se tornaram realidades com uma verdadeira avalanche de realizações, ocorridas nas suas 3 gestões.

(JUCA BRANDÃO)

2 comentários

  1. Fernando Carneiro de Oliveira

    Somente agora soube do falecimento de ILUSTRE PESSOA.
    Para quem o conheceu, não existem palavras para elogiá-lo.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Scroll To Top