Home / Destaque / Vereador que não teria cumprido promessa apanha em posto de combustível
Vereador que não teria cumprido promessa apanha em posto de combustível

Vereador que não teria cumprido promessa apanha em posto de combustível

 

A insatisfação popular com a classe política brasileira está gerando nos eleitores que se sentem enganados e traídos uma ira perigosa. Alguns não esperam as próximas eleições para demonstrar no voto esse descontentamento. Partem para a velha lei do “olho por olho, dente por dente”.

Ou seja, partem para a violência como último recurso para punir os que desonram a confiança depositada pela população.

Pode não ser o melhor recurso, mas foi o que um morador da cidade de Lontras, no Vale do Itajai, em Santa Catarina, conseguiu encontrar no momento.

Veja vídeo  vereador leva bofetadas por prometer ajuda a eleitor e não cumprir (blastingnews)

 

O vereador Rivelino Kletemberg, popularmente conhecido por Riva, reeleito em 2016 pelo Partido dos Trabalhadores e também eleito líder do governo da Câmara, foi agredido em um posto de combustível da cidade onde foi abastecer o carro.

Segundo a Agência de Notícias Ekos, o vereador pagou a conta e quando saiu da loja de conveniências foi impedido de chegar ao carro. Na sequência foi agredido várias vezes, principalmente na cabeça. Caiu, levantou e pedia licença para ir. Procurou se defender, sem revidar. Pediu ajuda e que chamassem a polícia.

Foi registrado um Boletim de Ocorrência na unidade da Polícia Militar do município. Na segunda-feira 16, Riva foi a Rio do Sul fazer exame de Corpo de Delito e registrar Termo Circunstanciado. O vereador vai acionar o agressor na justiça.

Segundo Riva, o agressor disse aos policiais militares logo após o episódio (BO) que não gostava do vereador Rivelino e que ele (agressor) tinha sido cabo eleitoral de candidata à vereadora adversária.

De acordo com o vereador, ele vinha sofrendo agressões verbais desde setembro do ano passado (2016) quando, ao exercer umas das principais funções do vereador, de fiscalizar, encontrou problemas na tubulação instalada por empresa lontrense que ganhou licitação de saneamento da Rua Augusto Bublitz. Riva foi à prefeitura e falou com a então prefeita, Martina Zucatelli (PSD) para que cobrasse da empreiteira de terraplanagem os reparos necessários. Familiar do agressor é mestre de obra dessa empresa.

O prefeito Marcionei Hillesheim (PMDB) foi procurado pelo presidente do PT de Lontras, o dentista Luís Fernando Bassi de Araújo, para pedir atenção ao caso. Marcionei disse que está solidário e que vai emitir nota à imprensa sobre o episódio que envolve o líder de seu governo no legislativo municipal. O caso agora está na Justiça.

Fonte: Diario Alto Vale

 

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Scroll To Top