Home / Destaque / Lavrador bate e corta cabelo da mulher com faca
Lavrador bate e corta cabelo da mulher com faca

Lavrador bate e corta cabelo da mulher com faca

 

Um trabalhador rural de 34 anos foi preso por espancar e ainda cortar o cabelo da companheira com faca por ciúmes da enteada e do ex-marido da mulher em Santa Bárbara, distrito de Augusto de Lima, na região Central de Minas Gerais. A detenção de Dalivan Francisco da Mata ocorreu nessa quinta-feira (31), mas as brutais e constantes agressões começaram no dia 15 de setembro deste ano.

O último crime, ocorrido na terça-feira (29), foi denunciado por vizinhos do casal, que morava em um sítio onde Dalivan trabalhava. Porém, o agressor conseguiu fugir de policiais militares e só foi localizado durante operação da Polícia Civil de Buenópolis dois dias depois.

Delvânia Maria Aquino, de 41 anos, foi socorrida e ficou internada por dois dias em hospital devido à seriedade dos ferimentos que apresentava. “A vítima estava tão ferida que não conseguia nem andar. Ela não tinha nenhuma parte do corpo sem estar machucada, mas, mesmo assim, conseguiu dar detalhes de como e porque apanhava”, diz a delegada Ione Maria Moreira Dias Barbosa, da Delegacia de Polícia Civil de Buenópolis.

Segundo a delegada, o trabalhador rural foi detido em casa e chegou a tentar fugir correndo ao perceber a presença da polícia, mas foi contido e levado à Delegacia de Polícia Civil. “Nesta sexta, eu pedi a prisão preventiva do criminoso, que confessou as agressões e ter mantido a companheira em cárcere privado. No entanto, ele alegou que espancou Delvânia porque ela o traiu com o ex e ele não aceitava o fim do relacionamento”.

A vítima está morando na casa do ex-marido, onde é cuidada por ele e a filha, de 14 anos.

Dalivan não tinha passagens pela polícia e foi levado para a Cadeia de Buenópolis.

As agressões

Ainda conforme a delegada Ione, a vítima lhe contou que foi espancada pelo companheiro por pelo menos três vezes, além de ser ameaçada com faca, revólver e ter tido o cabelo cortado com uma faca. No dia 13 de outubro, por exemplo, Delvânia foi bastante agredida, depois de encontrar com a filha em uma festa de rua e abraçá-la. Irritado com o encontro, Dalivan pegou a mulher à força, a colocou em sua motocicleta e seguiu até uma área deserta perto do sítio onde moravam. No meio de uma mata, ele deu vários socos, chutes e pontapés na mulher. “Sempre após espancar a vítima, o trabalhador rural falava que não era para ela contar nada para ninguém, pois mataria a filha adolescente dela, assim como o ex-marido”, explica a policial.

No dia 24 também de outubro, a mulher apanhou por ter recebido ligação do ex e ser informada que a filha estava doente. “Com a ligação, Dalivan ficou ainda mais irritado, ameaçou a companheira com uma faca. Com medo, Delvânia saiu correndo, mas foi perseguida, alcançada e mantida em cárcere privado até o dia 28. Mas, nessa data, ela simulou um plano de fuga dizendo que teria que ir de qualquer jeito até a casa da filha, em Curvelo, já que ela estava muito doente. No entanto, ela foi desmentida por uma vizinha e, mais uma vez, o detido a encontrou, levou para mata e deu várias socos e chutes, A vítima me contou ainda que Dalivan sempre dizia que cada soco e chute recebido era pela filha e ex-companheiro dela”, conta Ione.

Durante um desses crimes, Dalivan deu quatro tiros para o alto, mas essa arma ainda não foi localizada ou apreendida pelos investigadores. (Geraisnews)

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Scroll To Top