Home / Destaque / Fora da prefeitura, ex-prefeito de Guaraciama empobreceu quase dois milhões de reais
Fora da prefeitura, ex-prefeito de Guaraciama empobreceu quase dois milhões de reais

Fora da prefeitura, ex-prefeito de Guaraciama empobreceu quase dois milhões de reais

Mesmo tendo empobrecido quase dois milhões de reais nos quatro anos que ficou fora da prefeitura, o candidato Adevaldo Praes, de Guaraciama, ainda tem um patrimônio maior que os quatro candidatos a prefeito de Bocaiúva juntos

foto_perfil_130000024933

Com um patrimônio que não alcançava os R$ 100 mil, declarado na Justiça Eleitoral na sua primeira investida como candidato a prefeito do então recém emancipado município de Guaraciama, em 1996, Francisco Adevaldo Soares Praes venceu aquela eleição e comandou a prefeitura por quatro anos. Um caminhão e um veículo Corcel, ambos em péssimo estado de conservação, e uns pouquíssimos alqueires de terras fizeram parte da sua declaração, registrada no Cartório Eleitoral de Bocaiúva.

Reeleito no pleito seguinte, Adevaldo ficou mais quatro anos no comando do município e outros quatro aguardando o direito de se candidatar novamente. Em 2008, na sua terceira candidatura, o registro do seu patrimônio na Justiça Eleitoral saltou para mais de R$ 3 milhões, um aumento de mais de 30 vezes com relação à sua primeira candidatura. Desse registro, constaram, entre outros bens, veículos automotores e dezenas de alqueires de terras.

Agora, candidato a mais uma eleição, depois de outros 4 anos aguardando a oportunidade, uma vez que perdeu a eleição de 2012 para o atual prefeito Filomeno Figueiredo, Adevaldo Praes, que enfrenta vários processos na justiça por conta de administrações passadas, amarga um empobrecimento de quase dois milhões de reais. Ou seja, o registro do seu patrimônio deste ano aponta bens móveis e imóveis que atinge “apenas” R$ 1 milhão e 190 mil reais, que é cerca de R$ 2 milhões inferior ao patrimônio registrado na sua terceira eleição.

Mesmo com o estranho enriquecimento da primeira declaração para a terceira (1996/2008) e o empobrecimento em 2016, o candidato guaraciamense ainda é dono de um patrimônio maior que os quatro candidatos a prefeito de Bocaiúva, que juntos somam R$ 993.693,24.

Na primeira candidatura, patrimônio de menos de R$ 100 mil; na terceira candidatura, patrimônio de mais de R$ 3 milhões; na quarta candidatura, pouco mais de R$ 1 milhão. Matemática que só mesmo a Justiça Eleitoral para entender.

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Scroll To Top